Homem que roubou milhares de dados bancários em New England declara-se culpado

Clonagem de cartões de débito e de crédito provoca milhões de dólares em prejuízo

0
665
Dispositivos de roubo de informações foram instalados em bombas de gasolina. Imagem meramente ilustrativa

Luiz Angel Naranjo Rodriguez, 32 anos, de Hialeah, Flórida, declarou-se culpado na Corte Distrital Federal de Boston, quarta-feira, 18 de ser o responsável por uma esquema fraudulento que roubou mais de 4.800 informações de cartões de crédito e de débito em dispositivos instalados em postos de gasolina em Massachusetts, New Hampshire, Maine e Connecticut.

Naranjo foi preso em março de 2020 e indiciado por um grande júri em setembro do mesmo ano, por ter instalado secretamente dispositivos de clonagem de cartões de crédito e de débito em bombas de gasolina. Em Massachusetts, ele instalou os dispositivos fraudulentos em Lynnfield, Concord, Malden, Taunton, Randolph e Raynham; em Portland no Maine; em Nashua, New Hampsire e em Willington, Connecticut.

Entre os meses de abril e novembro de 2019, Naranjo Rodriguez fez frequentes viagens entre a Flórida e Massachusetts para instalar os dispositivos fraudulentos em bombas de combustíveis em diferentes postos de gasolina. A cada informação coletada, uma mensagem era enviada para o seu telefone celular, o que resultou em 4.878 mensagens de texto recebidas com números de contas dos cartões de débito e de crédito roubados. Também eram enviados os respectivos nomes dos titulares e as senhas de cada um.

De posse das informações, Naranjo Rodriguez, fazia a clonagem em gift cards, com os quais fazia saques em ATMs, comprava bens de consumo que revendia e pedia reembolso de dinheiro em transações com cartões de débito.

Em novembro de 2019, Naranjo foi flagrado por uma câmera de segurança em Framingham, quando sacava dinheiro de contas bancárias usando quatro cartões clonados. Alertada a polícia o seguiu e o prendeu depois de encontrá-lo em Concord adulterando bombas em um posto de gasolina. Foram encontrados em seu poder quatro cartões clonados, chaves para abrir bombas de gasolina, luvas de borracha, quatro dispositivos para roubar informações e o telefone celular onde recebia as informações roubadas.

A prática de roubo de informações de cartões de débito e crédito é conhecida como skimming e é crime federal, por se tratar de fraudes contra o sistema bancário.

Naranjo Rodriguez que terá a sua sentença proferida em 11 de maio, declarou se culpado diante do juiz Richard G. Stearns dos seguintes crimes:

  • 8 acusações de fraude eletrônica;
  • 4 acusações de fraude bancária;
  • 4 acusações de roubo de identidade agravado;
  • 1 acusação de posse de 15 ou mais dispositivos falsificados ou de acesso não autorizado para roubar números de cartões de débito e de crédito;
  • 1 acusação de posse de equipamento para fabricar dispositivos para clonar cartões bancários.