Acusado de estupro, brasileiro mata enteada de 16 anos em Acton, Massachusetts

Julgamento de Juliano Santana, havia sido marcado para o final de julho

0
1673
Juliano Santana, era acusado de violência sexual contra sua enteada. Foto: Reprodução

Na quinta-feira, 30, a polícia de Acton, Massachusetts, foi chamada para atender uma ocorrência onde duas pessoas estavam trancadas dentro de um carro no estacionamento de prédios, na Great Rod, uma importante via de acesso na cidade e região. Os oficiais encontraram o brasileiro Juliano Santana, 49 anos, e sua enteada de 16 anos baleados e mortos. De acordo com as investigações policiais, Juliano havia sequestrado e atirado contra a adolescente e em seguida tirado a própria vida.

Logo, a história começou a ser desvendada pelas autoridades ao se constatar que Juliano havia sido denunciado pela enteada em 7 de setembro de 2021, por seguidas e reiterada agressões sexuais ao longo dos anos, inclusive com estupro. Na ocasião, Juliano foi preso e posteriormente liberado mediante o pagamento de uma fiança de US$ 30 mil e a obrigação de usar uma tornozeleira com GPS, além de uma restraining order, que o obrigava a ficar longe da adolescente. Juliano foi indiciado e processado por seis acusações de estupro infantil agravado.

O julgamento de Juliano foi remarcado por quatro vezes e havia sido programado há algumas semanas para iniciar no fim do mês de julho deste ano. O caso da morte da adolescente provocou uma verdadeira comoção e é mais uma tragédia provocada por um brasileiro.

O caso está sob investigação do escritório da promotora distrital de Middlesex, Marian Ryan, e do chefe de polícia de Acton, James Cogan.

Em uma página no GoFundMe criada para arrecadar US$ 50 mil, para ajudar nas despesas fúnebres, a adolescente é identificada como Christina e é descrita como “uma garota de 16 anos, brilhante e cheia de vida, que era muito boa em ciências e sonhava em um dia ir para a faculdade. Ela tinha começado a dirigir recentemente e estava animada para dar mais um passo em direção à independência. A perda de Christina deixa um vazio que nunca poderá ser preenchido”, além de citar que sua vida foi tirada pelo padrasto.

Jehozadak Pereira

Jehozadak Pereira é jornalista profissional e foi editor da Liberdade Magazine, da Refletir Magazine, do RefletirNews, dos jornais A Notícia e Metropolitan, do JS News e jornalista da Rede ABR - WSRO 650 AM. Foi articulista e editorialista do National Brazilian Newspaper, de Newark, New Jersey. É detentor de prêmios importantes tais como o Brazilian Press Awards e NEENA - New England Ethnic Newswire Award entre outros